O que é Aquicultura?



O que é Aquicultura?
Aquicultura: a atividade de cultivo de organismos cujo ciclo de vida em condições naturais se dá total ou parcialmente em meio aquático, implicando a propriedade do estoque sob cultivo, equiparada à atividade agropecuária (LEI 11.959/2009 - Política Nacional de Desenvolvimento Sustentável da Aquicultura e da Pesca).
A aquicultura é praticada pelo ser humano há milhares de anos. Existem registros de que os chineses já tinham conhecimentos sobre essas técnicas há muitos séculos e de que os egípcios criavam a tilápia há cerca de quatro mil anos. Segundo o relatório da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) O Estado Mundial da Pesca e Aquicultura 2016 (SOFIA), no mundo são cultivadas inúmeras espécies. No Brasil também temos muitas espécies sendo cultivadas atualmente. De forma geral, cada região brasileira vem se especializando em determinados tipos de pescado.
•    Na Região Norte, predominam peixes como o tambaqui e o pirarucu;
•    No Nordeste, a preferência é pela tilápia e pelo camarão-marinho;
•    No Sudeste, a tilápia tem grande presença na aquicultura;
•    No Centro-Oeste os destaques são o tambaqui, o pacu e os pintados;
•    No Sul, predominam as carpas, as tilápias, mexilhões, ostras e vieiras.
A aquicultura pode ser realizada em qualquer tipo de água (doce, pouco salinizada ou marinha), desde que esta água tenha qualidade para o que será cultivado. Cada organismo que será cultivado necessita de uma qualidade de água especifica. Isso significa que os parâmetros de água como oxigênio, temperatura, compostos nitrogenados (amônia, nitrito, nitrato), metais, entre outros, irão variar conforme o organismo (peixes, camarões, moluscos, algas, rãs, jacarés) cultivado, a ração fornecida, a insolação recebida, o contato com diferentes tipos de solo e muitos outros fatores.
A atividade abrange as seguintes especialidades:
•    Piscicultura (criação de peixes, em água doce e marinha);
•    Malacocultura (produção de moluscos, como ostras, mexilhões e vieiras). A criação de ostras é conhecida por ostreicultura, a criação de mexilhões por mitilicultura e a criação de vieiras por pectinicultura;
•    Carcinicultura (criação de camarão);
•    Algicultura (cultivo de macro ou microalgas);
•    Ranicultura (criação de rãs);
•    Criação de jacarés
Reproduzido do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, disponível em: http://www.agricultura.gov.br/assuntos/pesca-e-aquicultura/aquicultura


Postagens mais visitadas deste blog

Produção comercial e rentabilidade da aquaponia: resultados de uma pesquisa internacional

Estruturas para a aquicultura

Espécies de camarões cultivadas no Brasil